Subscribe to web2feel.com
Subscribe to web2feel.com

Rafael, o entendido.

Postado por Thiago Raposo quarta-feira, 4 de junho de 2008

Campinas (22/10/2007) - Gostaria de oferecer este post ao Rafael, que visitou o blog semana passada e deixou uma mensagem bem educada (Clique na imagem para ler o comentário!).
Ele se irritou com o fato de eu falar que hoje em dia uma equipe para ter um piloto campeão precisa eleger o mais cedo possível um 1º piloto. Claro que isto não é uma regra, mas se ela deseja correr menos risco, é isto que tem que ser feito.
Para minha felicidade, dois dias depois o Flávio Gomes escreveu uma coluna sobre o mesmo assunto. Será que ele escreveu para o Flávio que ele também não entende nada? Mas nada como um dia depois do outro! A Mclaren que ele citou como exemplo de equipe que mantinha a "igualdade" entre os pilotos, foi punida ao perder o título, com seus dois pilotos ficando apenas a um ponto atrás do campeão!
E então Rafael, o entendido: E se a Mclaren tivesse escolhido um primeiro piloto antes, como será que teria terminado a história?
Abraços...

PS: E não é que hoje o Fabio Seixas, outro desentendido, escreveu sobre o mesmo assunto na sua coluna, falando sobre o jogo das equipes.

4 comentários

  1. Pra quebrar de cara a sua tese. A Ferrari manteve igualdade de pilotos até o último pit da última corrida e foi campeã. Sempre achei e continuo achando que \"Eleger o quanto antes um 1° piloto\" é uma \'estratégia\' covarde e anti-competitiva.

    Eleger um 1° piloto é renegar o 2° piloto a competir pelo vice-campeonato, no máximo. É fazer como a Ferrari fazia na época do Schumacher e que todos condenavam.

    Não distorça as palavras do Fábio Seixas. Em nenhum momento ele falou em eleger um 1° e um 2° piloto. Ele falou em trabalhar juntos pela equipe e no momento em que for necessário, um ajudar o outro. E que isso acontecia na Ferrari e não na Mclaren.

    A diferença esse ano é que na Ferrari não tinha 1 babaca como o Alonso querendo a atenção da equipe toda prá ele e criando todo aquele clima ruim dentro da equipe, sem contar a espionagem. Na Ferrari tinha o Kimi que faz o dele e já era, não quer ser estrelinha e tem o Massa, que jamais aceitaria ser 2° piloto (até arrumou briga na Sauber por quererem fazer isso com ele lá). A dupla da Ferrari este ano foi sensacional, tiveram igual tratamento e brigaram limpo durante o ano todo. E deu no que deu.

    A McLaren não foi campeã por vários motivos, mas definitivamente deixar de eleger um 1° piloto só os ajudou o ano todo. O Alonso e o Hamilton só deixaram de pontuar em alguns GPs por culpa deles mesmos, não pq estavam competindo entre eles.

    Eleger um 1° piloto pode fazer acontecer denovo o que aconteceu em 2002, quando a Ferrari tinha um carro muito superior e o Schumacher, sem precisar disputar com Barrichello, foi campeão já na França. Terminando a temporada com 144 pontos contra 77 do Barrichello. Lindo não?

    Formo minha opinião sozinho, não dependo da coluna de ninguém. Apesar de achar o Fábio Seixas um dos mais competentes e isentos comentaristas de F1.

    PS: Publique minha resposta como fez com meu primeiro comentário, se quiser ser justo.

    Ah, esqueci de responder a sua pergunta: \"E se a Mclaren tivesse escolhido um primeiro piloto antes, como será que teria terminado a história?\"

    R: Nunca saberemos como teria acabado. Mas se qualquer um dos pilotos da Mclaren fosse campeão dessa forma, seria ainda mais sujo. Pois além da espionagem, da \"ajudinha\" que o Hamilton teve da FIA e de toda a confusão durante a temporada, ela seria terminada de forma deprimente.

    Tem que ser campeão o melhor piloto, não o que tem mais atenção e privilégios da equipe.

    PS: Meu nome é Rafael Santos e não Satnos como escrevi no primeiro comentário.

     
  2. Café com F1 Says:
  3. Acho que a indireta \"Formo minha opinião sozinho, não dependo da coluna de ninguém\" não serve para mim pois tinha escrito a minha antes deles, correto?
    Ou seja, minha opinião já estava formada...
    Em: 26/10/2007 13:20:04

     
  4. Você vai resumir tudo em apenas um: \"A indireta não serve prá mim\"? O restante do comentário não faz a menor diferenã prá vc?

    Falta de argumentos é a maior demostração de falta de opinião própria. Acabo de iniciar uma discussão sobre o assunto e você \"termina\" com apenas isso?

    Quero ver você postar minha resposta como você fez com meu primeiro comentário. Aquele você fez em momento oportuno, esperou o GP do Brasil acabar para faze-lo.

    Prove que está disposto a levar sua teoria adiante e publique meu comentário, assim podemos iniciar uma discussão aberta e democrática. Pegar um comentário qualquer, repudiá-lo e não dar o mesmo direito de resposta é covardia.

    Por último. Você usa textos alheios para argumentar e isso é uma completa falta de opinião própria. Não me importa se o Alan Prost acha que as equipes devem ter 1° e 2° piloto. EU acho errado, explanei meus motivos e isso é o que importa. Você não tem feito o mesmo. Joga a responsabilidade do argumento para a coluna de fulano.
    Em: 26/10/2007 13:55:07

     
  5. Café com F1 Says:
  6. Cara, já te mandei um e-mail falando que a noite ou no fim de semana eu vou publicar.
    Mas você consegue levar esta conversa num tom de educação?
    Porque pode ser que no fim, após expor vários argumentos, cada um continue pensando da mesma forma. E aí só me restará respeitar mas não aceitar o seu ponto de vista.
    Só queria saber se haverá respeito também, se não nem perderei tempo!
    Em: 26/10/2007 14:15:15

     

Calendário

Videoteca

Twitter


Postagens populares

Newsletters