Subscribe to web2feel.com
Subscribe to web2feel.com

COBERTURA CAMPEÃ DO FIM DE SEMANA

Postado por Thiago Raposo quarta-feira, 30 de julho de 2008

Campinas (18/07/2008) - Começamos mais uma cobertura campeã de fim de semana. Gostaria de lembrar a todos que este post é atualizado diversas vezes no decorrer das competições com: resultados, comentários, fotos, vídeos e tudo mais para levar a você o melhor da velocidade! Não deixem de passar aqui nos próximos 3 dias para ver tudo o que rolou no Brasil e no Mundo sobre 2 e 4 rodas. Abraços!



DESTAQUE DE SEXTA-FEIRA (18/07)
O italiano Giorgio Pantano (foto) deu mais um importante passo para o título da temporada 2008. Ao conquistar a pole para o grande prêmio da Alemanha, o pilotou faturou dois pontos extras e ampliou ainda mais a diferença para o segundo colocado, o brasileiro Bruno Senna.
Lucas di Grassi está mostrando que poderia muito bem estar na briga do título, caso não tivesse estreado tão tarde neste ano. O piloto é o brasileiro mais bem colocado no grid, saindo da quinta posição. Os outros saem das seguintes posições: Bruno Senna é o 6º, Alberto Valerio o 19º Diego Nunes o 21º e Carlos Iaconelli o 23º.

DESTAQUE DE SÁBADO (19/07)
A quatro etapas para o fim do campeonato, a prova longa disputada hoje em Hockenheim teria sido morna, pois tivemos apenas a ultrapassagem logo na largada de Lucas di Grassi e Bruno Senna em cima do Zuber (que caiu para a 18ª posição) e depois pela briga pela quarta posição entre di Grassi e Senna durante a corrida. Com poucos abandonos, as posições se mantinham com Giorgio Pantano, Romain Grosjean, Sebastien Buemi, di Grassi e Senna.
Mas a seis voltas para o final, o que era morno tornou-se quente! A chuva prevista para cair nos treinos da F1 (prévio a corrida da GP2) veio para bagunçar toda a prova! Bruno Senna foi o primeiro a entrar nos boxes e trocar os pneus para chuva, seguido de vários outros pilotos, menos os dois ponteiros, Pantano e Grosjean que continuaram bravamente com seus pneus slicks (usado enquanto a pista estava seca). Mas o italiano não conseguiu segurar muito tempo o francês e perdeu a primeira posição.
Com um show de rodadas, escapadas e abandonos, a prova acabou ainda sob chuva com Romain Grosjean em primeiro, Giorgio Pantano em segundo e Alvaro Parente (também com slicks) fechando o pódio alemão. Bruno Senna foi o quarto colocado, Lucas di Grassi (com pneu pra chuva) o quinto, Pastor Maldonado sexto, Andy Soucek o sétimo e Karun Chandock com a oitava posição. Os outros brasileiros ficaram assim: Alerto Valerio em nono, Carlos Iaconelli em décimo sexto e Diego Nunes abandonou.
A largada para a prova curta, que acontecerá amanhã, terá o grid de largada com os oito primeiros invertidos, assim o pole será Karun Chandock.
A classificação do campeonato, após a prova de hoje, ficou assim:
1º Giorgio Pantano 61 pontos
2º Bruno Senna 44 pontos
3º Romain Grosjean 33 pontos
4º Lucas di Grassi 28 pontos
5º Sebastien Buemi 25 pontos

EXTRA
Após o final da prova, Romain Grosjean foi punido pelos comissários, por ter ultrapassado o retardatário Marko Asmer em um trecho com bandeira amarela, com isso o francês perdeu 25 segundos em seu tempo, caindo para a segunda colocação.
A nova classificação ficou desta forma:
1º Giorgio Pantano 63 pontos
2º Bruno Senna 44 pontos
3º Romain Grosjean 31 pontos
4º Lucas di Grassi 28 pontos
5º Sebastien Buemi 25 pontos


DESTAQUE DE SEXTA-FEIRA (18/07)
A etapa deste fim de semana vai contar com a participação do brasileiro Raphael Matos, vice-líder da Indy Pro-Series. O brasileiro vai dividir o cockpit da Andretti-Green, com o francês Franck Montagny.
Por falar em brasileiro, Gil de Ferran começou bem o fim de semana, pois seu companheiro de equipe, Simon Pagenaud (foto), fez a melhor volta de hoje nos treinos e o carro está muito bom para a corrida.

DESTAQUE DE SÁBADO (19/07)
A AUDI dominou a P1 da etapa de Mid-Ohio, ficando com as duas primeiras posições. Lucas Luhr e Marco Werner venceram a corrida e Emanuele Pirro e Dindo Capello ficaram com a segunda posição.
Já na P2 a vitória ficou com a equipe Penske com Romain Dumas e Timo Bernhard. Scott Sharp e David Brabham ficaram com a segunda posição.
Na GT1 a briga pela vitória foi acirrada, mas no fim Johnny O'Connell e Jan Magnussen venceram com Olivier Beretta e Oliver Gavin na segunda posição.
Para fechar, na GT2 a vitória ficou com a dupla Dirk Mueller e Dominik Farnbacher. Eles dominaram a corrida e não deram chances aos adversários.
O brasileiro Gil de Ferran, que largou na pole, terminou apenas na nona posição da P2 e vigésimo sexto no geral, pois teve problemas no carro, que chegou a pegar fogo. Raphael Matos, também da P2, terminou na sétima posição, décimo quarto no geral. Jaime Melo que corre na GT2, ficou na quinta posição, décimo terceiro no geral.
A próxima etapa acontece no dia 09 de Agosto em Elkhart Lake. A classificação do campeonato ficou assim:
P1
1 Lucas Luhr/Marco Werner 106
2 Jon Field/Clint Field 65
P2
1 Romain Dumas/Timo Bernhard 102
2 Scott Sharp/David Brabham 78
5 Christian Fittipaldi 38
12 Gil de Ferran 17
GT1
1 Jan Magnussen/Johnny O'Connell 106
2 Oliver Gavin/Olivier Beretta 94
GT2
1 Jörg Bergmeister/Wolf Henzler 88
2 Dominik Farnbacher/Dirk Müller 77
15 Jamie Melo 16
22 Ruben Carrapatoso 2


DESTAQUE DE SEXTA-FEIRA (18/07)
O brasileiro Raphael Matos (foto) começou bem a preparação para a etapa deste fim de semana. O brasileiro conquistou a melhor marca do dia com 01:14.1920. Rapha é o vice-líder do campeonato, 15 pontos atrás de Richard Antinucci. "Foi muito diferente porque a pista estava muito escorregadia devido a alta temperatura e a borracha na pista" disse Matos.
A brasileira Bia Figueiredo não foi tão bem e ficou apenas com a décima sétima posição com o tempo de 01:15.7588.

DESTAQUE DE SÁBADO (19/07)
Mais uma vitória brasileira na Indy Pro. Raphael Matos venceu de ponta a ponta e com isto assumiu a liderança do campeonato. “Não poderia ser melhor. Eu tenho que agradecer muito a equipe. Foi um grande dia para nós. Nós tivemos alguns problemas neste ano, especialmente nos ovais, mas nós sabíamos que seríamos fortes nos mistos. Nós estamos fazendo um bom trabalho nos ovais e dominando os mistos. Agora vamos fazer uns ajustes no carro para tentar vencer novamente amanhã”.
A brasileira Bia Figueiredo que largou na décima nona posição, chegou na décima quarta. Amanhã acontece a segunda corrida do fim de semana.



DESTAQUE DE SEXTA-FEIRA (18/07)
Kyle Busch continua impossível em busca do título na Sprint e na Nationwide. Porém, na categoria secundária, o piloto não está tão bem quanto na principal. Com 332 pontos atrás do líder Clint Bowyer, Buschinho vem a todo vapor.
A grande novidade desta etapa é a volta do menino prodígio Joey Logano (foto).

DESTAQUE DE SÁBADO (19/07)
Carl Edwards venceu com folga a prova da Nationwide Series. Com a vitória, o piloto pulou para a terceira posição no campeonato, 201 pontos atrás do líder, Clint Bowyer. A grande sensação do campeonato, Kyle Busch não correu. Ele resolveu priorizar a Truck Series que aconteceu no mesmo horário. O garoto sensação, Joey Logano de 18 anos, voltou a competir nesta prova e conquistou um maravilhoso segundo lugar. Outra briga interessante ficou com Clint Bowyer e Brad Keselowski, que são os dois líderes do campeonato. Keselowski conseguiu descontar alguns pontos, pois chegou na quinta posição enquanto Bowyer ficou na oitava.
A próxima etapa acontece na próxima semana em Indianápolis (mas não no famoso oval e sim numa pista secundária). A classificação do campeonato ficou assim:
1 Clint Bowyer 3107
2 Brad Keselowski 2937
3 Carl Edwards 2906
4 David Reutimann 2841
5 David Ragan 2747
6 Mike Bliss 2673
7 Kyle Busch 2633


DESTAQUE DE DOMINGO (20/07)
O indiano Karun Chandhok venceu a segunda prova da GP2, hoje em Hockenheim. O piloto, que é companheiro de equipe de Bruno Senna na iSport, conquistou a primeira vitória na categoria. Na largada o brasileiro Lucas di Grassi pulou na frente e liderou as primeiras voltas, mas numa pequena derrapada no grampo perdeu a posição para Chandkok. O carro do di Grassi estava muito nervoso na pista e o piloto também foi superado pelo austríaco Andreas Zuber da equipe Piquet Sports. Di Grassi vinha se mantendo na terceira posição quando o venezuelano Pastor Maldonado, também da Piquet Sports, bateu de forma grotesca atrás do brasileiro, que foi obrigado a abandonar.
Quem se beneficiou com isto foi Bruno Senna, que pulou para a terceira posição e de lá não mais saiu. Por falar em Senna, seu principal rival na briga pelo título, o italiano Giorgio Pantano, se envolveu num acidente com o espanhol Andy Soucek e abandonou a prova. Os outros brasileiros terminaram assim: Alberto Valerio terminou em 15º, Carlos Iaconelli em 17º e Diego Nunes em 20º.
A próxima etapa do campeonato acontece nos dias 02 e 03 de Agosto na Hungria. Confira como ficou a classificação do campeonato:
1 Giorgio Pantano 63 pontos
2 Bruno Senna 48
3 Romain Grosjean 34
4 Lucas Di Grassi 28
5 Alvaro Parente 26
24 Alberto Valerio 0
25 Diego Nunes 0
30 Carlos Iaconelli 0



DESTAQUE DE SEXTA-FEIRA (18/07)
Nada como correr em casa para ter uma energia extra. Foi isto que aconteceu hoje na qualificação 1 da Superbike. O Tcheco Jakub Smrz fez o melhor tempo e está garantido para a superpole que acontece amanhã. O piloto abriu mais de meio segundo para seu oponente direto, Troy Corser. Troy Bayliss, líder do campeonato e Max Biaggi, dois fortes candidatos a vitória completam a primeira fila.

DESTAQUE DE SÁBADO (19/07)
O líder do campeonato, o australiano Troy Bayliss, conquistou a pole para a etapa da República Tcheca da Superbike. De quebra o piloto quebrou o recorde do circuito, com o tempo de 1'58.345. Foi a quarta pole do piloto na temporada e vigésima segunda na categoria. Bayliss, que nunca teve muita sorte neste circuito, festejou o bom resultado.Ao seu lado sai outro australiano, Troy Corser. O vice líder do campeonato, Neukirchner, não foi nada bem e vai sair apenas na nona posição. As outras posições no pelotão da frente ficaram assim: Fabrizio na terceira posição, Biaggi na quarta, Kiyonari na quinta e Canepa na sexta.

DESTAQUE DE DOMINGO (20/07)
O líder do campeonato, o australiano Troy Bayliss, venceu a primeira etapa da Superbike. Foi uma corrida muito emocionante, com muitas trocas de posições na primeira posição. Na largada, o italiano Max Biaggi pulou na frente com Troy Corser e Troy Bayliss colocados atrás. Os três começaram a alternar a liderança da prova, com grandes ultrapassagens do decorrer de toda corrida. Perto do fim da corrida, os dois australianos abandonaram Biaggi que ficou para o ataque do outro italiano Michel Fabrizio. Daí saiu mais um belo duelo, com um ultrapassando o outro, com o outro dano o troco até que na última curva da última volta Fabrizio deu o bote final e ficou com a terceira posição. Daqui a pouco acontece a segunda corrida.


DESTAQUE DE SEXTA-FEIRA (18/07)
Lewis Hamilton (foto) começou o dia na frente. Porém a Ferrari se manteve muito próxima e a briga promete ser nos milésimos. Com grande chance de chuva, a corrida pode virar loteria a exemplo do que aconteceu há duas semanas atrás em Silverstone.
O brasileiro Felipe Massa acredita que não existe superioridade da Mclaren e justificou o melhor tempo de Hamilton devido a testes de combustível que a equipe inglesa realizou. Já Rubens Barrichello classificou com uma das piores sextas-feiras da carreira. Porém o piloto disse que os mecânicos descobriram problemas em um amortecedor e está confiante que amanhã o carro estará melhor. Nelsinho disse que está com um acerto diferente do de Alonso, mas diz que está indo no caminho certo. O piloto ainda disse que precisa melhorar o seu lado, por exemplo, nas curvas de alta onde ainda está perdendo tempo.

DESTAQUE DE SÁBADO (19/07)
A Mclaren confirma toda a superioridade demonstrada no fim de semana e crava a pole position para o Grande Prêmio da Alemanha. Lewis Hamilton (foto) abocanhou nos últimos segundos a posição de honra que parecia já ser do brasileiro Felipe Massa. O finlandês Kimi Räikkönen, que divide a liderança do mundial com Hamilton e Massa, não teve muito sorte e vai sair apenas na sexta posição, tendo na sua frente Kovalainen, Trulli e Alonso.
Os outros dois brasileiros, Rubens Barrichello e Nelsinho Piquet não foram bem e ficaram com a décima oitava e décima sétima posições, respectivamente. Para Piquet foi ainda pior, pois ele viu o companheiro de equipe, o espanhol Fernando Alonso ficar com a quinta posição. Mas o brasileiro reclamou que foi atrapalhado por Sebastian Vettel na sua volta rápida. Correndo em casa, quem aí acredita que alguma punição pode ser aplicada ao alemão?

DESTAQUE DE DOMINGO (20/07)

A corrida tinha tudo para ser monótona, sem graça e sem emoção. Até que volta 36 o alemão Timo Glock da Toyota bateu forte o que obrigou a entrada do safety car. Como se tratava da metade da corrida, muitos pilotos arriscaram entrar no boxe e partir para a outra metade sem parar mas a grande estrela do dia, o inglês Lewis Hamilton, que liderava absoluto a corrida, resolveu arriscar e não parou. O grande sortudo, no entanto foi o brasileiro Nelson Piquet, que já iria mesmo para uma parada e havia parado instantes antes do acidente. O brasileiro chegou a liderar a corrida, mas foi superado por Hamilton, que depois da parada, veio num ritmo alucinante tentando recuperar terreno. Felipe Massa completou o pódio na terceira posição. Rubens Barrichello até que vinha numa boa corrida, mas ao tentar ultrapassar o escocês David Coulthard da Red Bull, foi fechado pelo mesmo e foi obrigado a abandonar a prova. Veja abaixo o trecho em que Nelsinho e Massa falaram em português na entrevista depois da corrida. A próxima etapa acontece no dia 03 de Agosto na Hungria. A classificação do campeonato ficou assim:
1 Lewis Hamilton 58 pontos
2 Felipe Massa 54
3 Kimi Raikkonen 51
4 Robert Kubica 48
5 Nick Heidfeld 41
6 Heikki Kovalainen 28
7 Jarno Trulli 20
8 Mark Webber 18
9 Fernando Alonso 13
10 Rubens Barrichello 11
11 Nelsinho Piquet 10



DESTAQUE DE DOMINGO (20/07)
Até parece reprise da primeira corrida. Max Biaggi, Troy Corser e Troy Bayliss sumiram na frente, sem dar chances a mais ninguém e no final, como quem não quer nada, chega Michel Fabrizio e tira o pódio de um deles. A diferença que desta vez não foi Biaggi e sim o Corser que perdeu a posição no pódio e Fabrizio foi um pouco melhor e chegou em segundo em vez de terceiro. Na frente, ele, absoluto, Troy Bayliss. Com as duas vitórias de hoje, o australiano deu um salto gigantesco na liderança do campeonato e ao que tudo indica, vai levar fácil e por antecipação.
A próxima etapa acontece no dia 03 de Agosto em Brands Hatch. A classificação do campeonato ficou assim:
1 Bayliss 309
2 Neukirchner 230
3 Corser 218
4 Checa 215
5 Haga 210


DESTAQUE DE SEXTA-FEIRA (18/07)
O “Café com F1” passa a acompanhar a partir desta semana o Troféu Maserati. A prova deste fim de semana será realizada no autódromo de Interlagos. Será a terceira etapa do campeonato e a classificação está assim:
1 César Urnhani / Marcelo Hahn 65
2 Rafael Derani 51
3 Maurizio Billi 46
4 Thiago Viana / Marcelo Skaf 42
5 Pedro Queirolo 41
6 Cleber Faria 41
7 André Teixeira Posses 40
8 Henrique Assunção 34
9 Renato Cattalini 31
10 Bruno Garfinkel 21
11 Clemente Lunardi / Roberto Aranha 21
12 Duda Rosa / Fernando Poeta 20
13 Daniel Paludo 20
14 Marcelo Sant'Anna 19
15 Walter Derani 17
16 Vanuê Faria 14
17 Ricardo Ribeiro / Eduardo Sanches 11
18 Burza Melo 10
19 Valter Rossete / Fábio Greco 9
20 Sérgio Laganá / Roberto Laganá 6
21 Ronaldo Ferreira / Antonio Marcos Barros 0

DESTAQUE DE SÁBADO (19/07)
O líder do campeonato, César Urnhani, conquistou a pole para a etapa de Interlagos.O piloto que tem 14 pontos de vantagem para o segundo na tabela, Rafael Derani, dá um importante passo rumo ao título já que Derani larga apenas na quarta posição. Marcelo Skaf, que participa de sua terceira prova na categoria, sai em segundo.
Uma bela oportunidade para quem está em São Paulo, pois além da Maserati ainda teremos no autódromo: Marcas e Pilotos, Copa Fusca, Carros Antigos, Spyder Race, Stock Paulista e Fórmula São Paulo. A entrada é gratuíta para todas as provas.

DESTAQUE DE DOMINGO (20/07)

César Urnhani, líder do campeonato, liderou com muita facilidade e abriu uma boa diferença para o segundo colocado, Rafael Derani. Urnhani, com a vitória, ampliou ainda mais sua liderança no campenato. Derani acabou mesmo ficando na segunda posição, ele que é o vice-líder do campeonato. Completaram o pódio Thiago Viana em terceiro, Renato Cattalini em quarto e Valter Rossete em quinto. O vencedor da última prova, Pedro Queirolo rodou na subida dos boxes e não teve u bom resultado.


Com a pista muito molhada, a corrida começou com uma hora de atraso. Na volta de apresentação Brent Sherman perdeu o controle de seu carro e rodou. Raphael Matos foi outro que rodou na largada e saiu da pista. Arie Luyendyk Jr.também rodou e abandonou a corrida. Com tantos acidentes, a bandeira amarela foi acionada na segunda volta. A classificação era a seguinte:
1- Jonny Reid, 2- Richard Antinucci e 3- Franck Perera.
A bandeira verde foi dada novamente na volta três e James Davison foi logo passear na grama. Na quarta volta, a pista estava um sabão e ninguém parava nela: Jeff Simmons bateu e Daniel Herrington seguiu o mesmo caminho, ambos abandonaram a prova.
A bandeira amarela foi novamente acionada. Bia que se manteve na pista, já ocupava a oitava posição. Raphael Matos, na sua corrida de recuperação, ocupava a décima. A bandeira verde foi acionada novamente na volta oito e os três primeiros eram: Jonny Reid, Richard Antinucci e Pablo Donoso. Durante a bandeira amarela, Rapha Matos parou nos boxes e abandonou a corrida com a suspensão quebrada. Bia rodou na relargada e Luyendyk foi para a grama. Na volta nove foi a vez de Franck Perera abandonar e a bandeira amarela ser novamente acionada. Bia que tinha caído para décima sexta posição, já era a décima primeira na volta 13 quando a bandeira verde foi outra vez acionada.
E na volta 14 a bandeira amarela foi novamente agitada. Desta vez por causa da saída do carro número 8 de Mark Olson. Bia já estava na nona posição. A bandeira verde foi acionada novamente na volta 16. Bia passou por um mal bocado já que três carros rodaram na frente dela. Robbie Pecorari, Richard Antinucci e Logan Gomez.
Com metade da prova completada, a direção de prova achou melhor encerrar a corrida. James Davison foi o vencedor, com Wade Cunningham em segundo e Pablo Dono em terceiro. Bia chegou na quinta posição , o que foi um bom resultado já que seus dois rivais na briga pelo título não chegaram em boa posição. Rafael Matos que abandonou terminou na décima oitava e Antinucci na décima quarta. A próxima etapa do campeonato acontece no dia 09 de Agosto em Kentucky. A classificação do campeonato ficou assim:
1 Richard Antinucci 376
2 Raphael Matos 375
3 Ana Beatriz 332
4 J.R. Hildebrand 325
5 Arie Luyendyk Jr. 316


DESTAQUE DE DOMINGO (20/07)
A posição de largada é a mesma posição em que chegaram na primeira corrida. César Urnhani mantém a liderança com Derani em segundo. Na primeira volta Derani perdeu a posição para Cattalini e Viana, mas logo depois Derani recuperou a posição de Viana. Sérgio e Roberto Laganá não correram, pois se acidentaram na primeira prova. Walter Rossete estourou o pneu e foi lento para o boxe. Pedro Querolo deu uma escapada, porém conseguiu retornar para a prova. Derani, numa bela recuperação, retomou a posição de Cattalini, que por problemas no carro perdeu várias posições.
Rafael Derani furou o pneu na penúltima volta e teve que ir para o boxe e também perdeu várias posições. Thiago Viana assumiu a segunda posição com Pedro Queirolo na terceira, mas Viana rodou na última volta e deixou Queirolo com a segunda posição e Artur Bragantini assumiu a terceira colocação. Cleber Faria e Marcello Sant’Anna completaram o pódia da etapa. César Urnhani novamente, supremo, venceu de ponta a ponta, sem nenhuma dificuldade. A próxima etapa acontece no dia 10 de Agosto em Interlagos.


DESTAQUE DE SEXTA-FEIRA (18/07)
O fim de semana na Indy começou diferente. Nem Ganassi e nem Dixon na frente. A equipe Andretti-Green dominou o dia, com Marco Andretti (foto) fechando com o melhor tempo. Tony Kanaan também foi muito bem e liderou o primeiro treino.
No segundo treino, a colocação dos brasileiros ficou assim: Hélio Castroneves fez o 2º tempo, Tony Kanaan o 4º, Vitor Meira o 12º, Bruno Junqueira o 16º, Enrique Bernoldi o 20º e Jaime Câmara o 22º.
Apenas para constar, a dupla da Ganassi terminou assim: Dixon em 5º e Wheldon em 13º.

DESTAQUE DE SÁBADO (19/07)
Brasil na pole na Indy. Hélio Castroneves vai sair da posição de honra e por se tratar de um circuito misto, é um grande passo rumo à vitória. Seu companheiro de equipe, Ryan Briscoe sai ao seu lado, mostrando que a equipe PENSKE está com um ótimo acerto para a corrida.
Hélio brincou dizendo que "A única coisa que me preocupava era o Gil de Ferran, pois ele conquistou a pole na ALMS, então, se eu sabia que se eu não ficasse na pole na Indy ele iria me dar trabalho". Depois, falando sério, ele disse: "Foi uma grande batalha que eu e o Ryan (Briscoe) travamos, e hoje pela manhã falamos sobre grande chance que tínhamos de conquistar a primeira fila,e no fim conseguimos. Foi uma batalha duríssima".
Buddy Rice foi um dos destaques da qualificação, conseguindo inclusive liderar o seu grupo (Na indy, os piloto são divididos em dois grupos. Estes grupos treinam separadamente, e só a metade de cada grupo passa para a outra fase). Os demais brasileiros sairão assim: Tony Kanaan larga em quinto, Bruno Junqueira em nono, Vitor Meira em 11º, Enrique Bernoldi em 15º, Mario Moraes em 20º e Jaime Câmara em 24º

DESTAQUE DE DOMINGO (20/07)
Vitória do australiano Ryan Briscoe na Indy car. A corrida começou confusa, pois choveu muito antes da corrida e os pilotos entraram com pneus de chuva, mas logo perceberam que já dava para andar de pneu para pista seca e todos pararam para trocá-los. Logo depois veio a primeira amarela, num acidente entre o brasileiro Enrique Bernoldi e o norte-americano Ryan Hunter-Rea. Victor Meira liderava a prova neste momento
Ao longo da corrida, Roger Penske (foto), dono da equipe e estrategista de Briscoe resolveu antecipar sua parada para tentar algo diferente. Foi uma decisão acertada porque momentos depois, na volta 37, a venezuelana Milka Duno rodou e provocou uma bandeira amarela. Quem ainda não tinha parado, aproveitou para fazer o trabalho de boxe e então Ryan Briscoe pulou para ponta. Daí foi só administrar e partir para a vitória. Completando o pódio, tivemos o brasileiro Hélio Castroneves, também da Penske, em segundo e o neozelandês Scott Dixon em terceiro. Os outros brasileiros terminaram assim: Vitor Meira terminou em sexto, Tony Kanaan em sétimo, Bruno Junqueira em 13º e Jaime Câmara em 14º. Mario Moraes e Enrique Bernoldi abandonaram. A próxima etapa do campeonato acontece no dia 26 de julho em Edmonton, no Canadá. A classificação do campeonato ficou assim:
1 Scott Dixon 455 pontos
2 Hélio Castroneves 397
3 Tony Kanaan 365
4 Dan Wheldon 364
5 Ryan Briscoe 296
6 Danica Patrick 284
14 Vitor Meira 231
20 Enrique Bernoldi 182
21 Bruno Junqueira 173
22 Mario Moraes 172
23 Jaime Câmara 114


DESTAQUE DE SEXTA-FEIRA (18/07)
Scott Pruett e Alex Gurney continuam duelando na pista. Os dois que protagonizaram um dos fins de corridas mais sensacionais da categoria na última etapa lideraram o primeiro treino desta sexta-feira. Pruett que é companheiro do mexicano Memo Rojas, lidera o campeonato com 40 pontos de diferença para Gurney e Fogarty. Já no segundo treino a liderança ficou com a dupla Angelelli / Valiante.
Entre os brasileiros, Zonta (foto) ficou na sétima posição no primeiro treino e na segunda posição no segundo. Negri ficou na décima posição no primeiro treino e na sétima no segundo.
Na GT a liderança do primeiro treino ficou com Andy Lally e Tim George Jr. e no segundo com Borcheller e Lewis Jr.

DESTAQUE DE SÁBADO (19/07)
Max Angelelli e Michael Valiante surpreenderam os favoritos, Scott Pruett e Memo Rojas da Chip Ganassi, e marcaram a pole da DP. O brasileiro Ricardo Zonta, que tem como companheiro Nic Jonsson, fez um ótimo trabalho e sai da terceira posição. Quem não teve a mesma sorte foi o outro brasileiro, Osvaldo Negri, que ao lado de Mark Patterson conseguiu apenas a décima quarta posição. Na GT a pole ficou com a dupla Nick Ham e Sylvain Tremblay.

DESTAQUE DE DOMINGO (20/07)
A dupla Scott Pruett e Memo Rojas da equipe Chip Ganassi, líderes do campeonato, estão se especializando em vencer com uma pequena margem de diferença para o segundo colocado. Neste domingo a diferença dói de 0,341 segundos para a dupla David Donohue e Darren Law. Foi a sexta vitória da dupla no ano. “Todos os alertas foram acionados hoje – temperatura do carro, temperatura da água – você só tem que ignorar tudo isto” disse Pruett.
O brasileiro Ricardo Zonta, que largou na terceira posição, mas pulou na frente na largada não teve sorte. Ao passar o comando do carro para seu companheiro, Nic Jonsson, viu o mesmo escapando devido a um pneu furado e eles terminaram apenas na décima terceira posição.
O outro brasileiro, Osvaldo Negri, que largou da décima quarta posição, fez uma boa corrida de recuperação e conseguiu terminar na quarta posição.
Na GT, Nick Ham e Sylvain Tremblay venceram a terceira na temporada. A corrida teve 5 bandeiras amarelas, somando ao todo dezoito voltas com safety car na pista. A próxima corrida acontece no dia primeiro de Agosto em Montreal. A classificação do campeonato ficou assim:
DP
1 295 Memo Rojas/Scott Pruett
2 235 Alex Gurney/Jon Fogarty
4 217 Oswaldo Negri
6 206 Ricardo Zonta
GT
1 Kelly Collins/Paul Edwards 292
2 Nick Ham/Sylvain Tremblay 278


DESTAQUE DE SEXTA-FEIRA (18/07)
O que falar da Moto GP? Já está ficando chato. Mas vamos lá: o australiano Casey Stoner (foto) foi o mais rápido do dia, liderando os dois treinos. O atual campeão engrenou de vez e para segurá-lo vai ser difícil. Daniel Pedrosa, que corre machucado devido à queda na última prova, foi apenas o décimo quinto.
Nicky Hayden que corre em casa foi o segundo e Valentino Rossi o terceiro. Amanhã acontece a qualificação e, a não ser que algo de muito extraordinário aconteça, a pole já tem dono!

DESTAQUE DE SÁBADO (19/07)
Tá…o que falar do Sábado na Moto GP? Novamente o atual campeão, o australiano Casey Stoner passeou e garantiu com folga a pole. A grande novidade foi à decisão de Daniel Pedrosa, vice-líder do campeonato, de não correr. Pedrosa que caiu na última corrida estava lesionado e tentou ir para o sacrifício. Porém, o mesmo voltou a sentir dores e achou melhor não participar.
Na segunda posição do grid ficou o italiano Valentino Rossi com o piloto da casa, Nicky Hayden na terceira posição. Só uma chuva, um problema mecânico ou algum erro para tirar a vitória de Stoner, pois em condições normais, ninguém tem moto para fazer frente a ele!

DESTAQUE DE DOMINGO (20/07)

SENSASSIONAL! FANTÁSTICO! MARAVILHOSO!
Faltam adjetivos para descrever a etapa de Laguna Seca da Moto GP! Como vocês podem ver nos comentários acima, Casey Stoner dominou todo o fim de semana e parecia que nada poderia segurá-lo. Mas nunca se pode desprezar o “doutor” Valentino Rossi. O italiano deu SHOW e com nitidamente uma moto inferior, segurou o atual campeão no braço. Só deu os dois na corrida. Até que a experiência falou mais alta e Stoner acabou cometendo um erro! Quarta vitória de Valentino na temporada, líder disparado do campeonato de construtores. Ainda tivemos, acreditem outro tombo sensacional de Jorge Lorenzo! Mais ou menos igual aquele da China (Veja abaixo o novo tombo).
Nas disputas particulares na temporada, o placar ficou assim:
Rossi 7 x 4 Stoner
Pedrosa 6 x 3 Lorenzo (não alterei pois o primeiro não correu e o segundo caiu)

A próxima etapa do campeonato acontece no dia 17 de Agosto na República Tcheca. A classificação do campeonato ficou assim:
1 Valentino ROSSI ITA Fiat Yamaha Team 212
2 Casey STONER AUS Ducati Team 187
3 Dani PEDROSA SPA Repsol Honda Team 171
4 Jorge LORENZO SPA Fiat Yamaha Team 114
5 Andrea DOVIZIOSO ITA JiR Team Scot MotoGP 103
6 Colin EDWARDS USA Tech 3 Yamaha 100

Calendário

Videoteca

Twitter


Postagens populares

Newsletters