Subscribe to web2feel.com
Subscribe to web2feel.com

GP2 - Romain Grosjean vence prova movimentada na Alemanha

Postado por Thiago Raposo domingo, 24 de julho de 2011

Campinas - A segunda corrida da GP2 foi fantástica em termos de emoção para os telespectadores. Com a pista molhada, os pilotos tiveram que largar com pneus de chuva. Mas já não caia água e o asfalto foi secando, modificando as condições da corrida. E quem se deu melhor foi Romain Grosjean, que disparou ainda mais na liderança do campeonato, já que o vice-líder abandonou e passou zerado na etapa.

Na largada Giedo Van der Garde saiu muito bem e pulou da terceira para a primeira colocação, mas na segunda curva o pole Sam Bird recuperou a primeira colocação. Na terceira curva foi a vez de Dani Clos tentar recuperar a segunda posição, mas ele se tocou com Van der Garde. O espanhol rodou e o holandês, vice-líder do campeonato, teve que cortar pela grama e caiu para a última colocação e acabou abandonando a prova metros depois. Com isto, Jules Bianchi pulou para a segunda colocação, bastante pressionado por Romain Grosjean.

Na segunda volta, Sam Bird acabou cometendo um erro e rodou sozinho, caindo para a sétima colocação, deixando a liderança de presente para Jules Bianchi. Na quinta volta a briga da prova passou a ser pela quarta colocação entre o vencedor do Sábado, Luca Filippi, que defendia a posição dos ataques de Estéban Gutierrez. Na volta seguinte o mexicano fez uma manobra sensacional e numa só manobra passou não só o Filippi, mas também o Charles Pic e pulou para a terceira colocação. Enquanto Pic e Filippi ficaram duelando pela quarta colocação, Max Chilton veio de trás e também passou os dois, pulando para a quarta colocação.

Stéfano Coletti, que arriscou na sétima volta parar nos pits e colocar o pneu slick, acabou pagando caro pela ousadia e rodou na pista e teve que abandonar. Na décima volta foi a vez do português Alvaro Parente rodar na pista, ele que estava na nona colocação. Na volta seguinte, Luca Filippi, Charles Pic, Sam Bird e Julian Leal pararam nos pits para colocarem pneus slicks. Na volta 12 Gutierrez chegou em Grosjean para brigar pela segunda colocação: chegou fazer a ultrapassagem, mas tomou o troco na curva seguinte. Vários outros carros pararam para colocarem slicks também na volta seguinte.

Grosjean e Gutierrez pararam nos pits ao fim da volta e a equipe ART trabalhou melhor e devolveu o mexicano na frente do francês. Entre os ponteiros, apenas David Valsecchi e Luiz Razia não pararam e com isto o italiano pulou para a liderança da prova e o brasileiro para terceiro. Os rivais estavam num ritmo bem mais rápido, mas faltavam apenas 14 minutos de prova. Gutierrez acabou perdendo a roda na volta 15 e teve que abandonar a bela prova que fazia. O brasileiro começo a perder várias posições e a parada nos pits foi inevitável. Na volta seguinte foi a vez de Valsecchi fazer a parada, com isto Jules Bianchi voltava para a liderança da prova.

Na volta a pista, Jolyon Palmer acabou se chocando com Valsecchi e os dois abandonaram a prova. Charles Pic, que havia sido punido com um drive-through por ter excedido a linha branca na saída dos pits, não pagou a punição e três voltas depois, recebeu uma bandeira preta. Lá na frente, a briga estava feia: Grosjean foi para cima de Bianchi, mas acabou levando o troco. Faltando menos de dois minutos para o fim, Bianchi errou a última chicane e Grosjean aproveitou para assumir a liderança da prova. Luca Filippi tentou ir junto, mas acabou se chocando com Bianchi e rodou. O francês seguiu normalmente e o italiano fez a manobra para voltar a prova, ainda em terceiro. Com isto, Grosjean confirmou a vitória com muita tranquilidade. Razia foi o 14º.

Calendário

Videoteca

Twitter


Postagens populares

Newsletters