Subscribe to web2feel.com
Subscribe to web2feel.com

Dan Wheldon

Postado por Flávio Nelson dos Santos quarta-feira, 19 de outubro de 2011












Dan Wheldon

Daniel Clive "Dan" Wheldon (22 de junho, 1978 - 16 de Outubro de 2011) foi um piloto de corridas Inglês, campeão da IRL IndyCar Series (Fórmula Indy) em 2005 e vencedor das 500 Milhas de Indianápolis em 2005 e 2011. Wheldon morreu dos ferimentos de uma colisão no IZOD IndyCar World Championship no Las Vegas Motor Speedway em 16 de Outubro de 2011, com a idade de 33.

Wheldon, que nasceu em Emberton, perto de Burkinghamshire, na Inglaterra, começou no karting aos quatro anos de idade com financiamento do pai. Aos 16 anos, durante seu inicio de carreira, ele desenvolveu uma rivalidade com Jenson Button (Campeão Mundial de Fórmula 1 em 2009). Mudando-se para os Estados Unidos em 1999, ele passou vários anos em categorias menores do automobilismo americano como F2000 Championship Series, Toyota Atlantic e Indy Lights.

Em 2002, Wheldon subiu para a Fórmula Indy para dois eventos pela Panther Racing como companheiro de equipe de Sam Hornish Jr.. No ano seguinte juntou-se a Andretti-Green Racing, no lugar do aposentado Michael Andretti, sendo o Rookie (estreante) do ano. Em 2004, ele ganhou sua primeira corrida no Twin Ring Motegi, terminando o ano como vice-campeão atrás apenas de seu companheiro de equipe, o brasileiro, Tony Kanaan.

Em 2005 venceu as 500 Milhas de Indianápolis e o Campeonato da Fórmula Indy. Com suas seis vitórias quebrou o recorde de mais vitórias em uma temporada, que pertencia a Sam Hornish Jr., com 5 em 2001. A vitória de Wheldon em Indianápolis foi a primeira de um inglês desde Graham Hill em 1966. Em novembro, Wheldon anunciou que estaria na Chip Ganassi Racing para a temporada 2006. Pouco depois venceu as 24 Horas de Daytona de 2006 pela Chip Ganassi ao lado de Scott Dixon e Casey Mears.

Ele começou a temporada 2006 vencendo Hélio Castroneves, por 0,0147 de segundo, no Homestead-Miami Speedway, uma corrida marcada pela morte de Paul Dana no warm-up da prova. No final da temporada Wheldon e Hornish estavam empatados com 475 pontos cada. Em caso de empate, o piloto com mais vitórias é declarado o campeão. Hornish teve quatro vitórias contra duas de Wheldon e portanto Hornish foi declarado o campeão.

Durante a pré-temporada foi-lhe oferecido um lugar na equipe BMW Sauber de Fórmula 1, mas recusou ao descobrir que ele não estaria assegurado toda a temporada.

Em 22 de junho de 2008, Wheldon conquistou sua 15ª prova na Indy após vencer o Iowa Corn Indy 250. Ele doou seu prêmio para ajudar as vítimas dos tornados e inundações recentes que tinham ocorrido em Iowa.

Em 02 de setembro de 2008, Wheldon, saiu da Chip Ganassi sendo substituído por Dario Franchitti. Retornando a Panther levou sua equipe ao segundo lugar nas 500 Milhas de Indianápolis de 2009, no entanto, não conseguiu um Top 10 em sete das últimas oito corridas do ano. No ano seguinte Wheldon novamente mostrou força em Indianápolis, manteve competitivo durante todo o ano, mas não conseguiu vitórias.

Apesar de bons resultados, Wheldon foi substituído na Panther em 2010 pelo jovem, campeão da Indy Lights em 2009, JR Hildebrand. Em 2011 Wheldon tentou e venceu as 500 Milhas de Indianápolis pela Bryan Herta Autosport, ironicamente após herdar a liderança de Hildebrand que bateu ao passar o retardatário Charlie Kimball, sendo o primeiro piloto na história da Indy a vencer a corrida, liderando uma única volta.

No restante da temporada 2011, Wheldon ajudou a IndyCar a testar o novo chassis Dallara que estréia em 2012.

Wheldon se casou com sua assistente pessoal, Susie Behm, em 2008. Eles tiveram dois filhos, um dos quais nasceu em fevereiro de 2009, e o outro nascido em março de 2011. Viviam em St. Petersburg, Flórida.

No IZOD IndyCar World Championship no Las Vegas Motor Speedway em 16 de Outubro de 2011, Wheldon se envolveu em um acidente de 15 carros durante a 11ª volta da corrida. Wheldon tivera de ser extraído de seu carro e foi levado de helicóptero para um hospital local com o que foi descrito como "ferimentos graves". Em seguida, ele morreu.

Após a morte de Wheldon, Michael Andretti revelou que Wheldon tinha assinado com a Andretti Autosport para um acordo de vários anos para substituir Danica Patrick a partir da temporada 2012.

Em 18 de Outubro, a fabricante italiana Dallara confirmou que o carro da série 2012 seria nomeado Wheldon em homenagem ao seu trabalho de teste do carro.

1 Responses to Dan Wheldon

  1. Colocar uma imagem do acidente é fácil. Por isso a última imagem de Dan Wheldon deve ser de suas maiores conquistas.

     

Calendário

Videoteca

Twitter


Postagens populares

Newsletters